D-Motions

Página Principal

Sobre o Livro

“Essa cultura (digital) terá de utilizar uma base tecnológica, mas, porque os valores que a definem e distinguem são comuns, porque, dentro da organização, não é feudo privativo de um grupo restrito, terá sempre que assentar numa comunicação plena, em rede, de modo a evitar qualquer possibilidade e assunção das tarefas digitais como uma competência separada, compartimentada, autónoma. […] Este livro obriga-nos a pensar em tudo isto e a reponderar os nossos objetivos estratégicos mais profundos. Além de que, e é relevante sublinhá-lo, nos dá conselhos práticos acerca de como o fazer.”

Francisco Pinto Balsemão
In prefácio.

Quando falamos em mundo digital, corporizado na Web, falamos de uma plataforma poderosa que se diluiu no nosso quotidiano. Por isso, está na hora de encarar o ambiente digital como um espaço importante de gerir informação e conhecimento – pesquisáveis, agregados, analisados e distribuídos – que podem ser orientados para políticas e decisões estratégicas dentro de uma organização. Entenda a comunicação 2.0 como um novo instrumento para definir valores, promover relações, estabelecer novos canais, encontrar novos influenciadores e criar confiança. A forma como actuar hoje, pode muito bem ditar o sucesso ou o fracasso da sua empresa no futuro. Estes instrumentos 2.0, digamos assim, estão disponíveis. Com maior ou menor investimento, podem designar uma corrente de oportunidades, se bem aplicados, mas também convivem lado a lado com riscos, se mal orientados e compreendidos.

O que propomos é a compreensão do enquadramento que molda hoje uma organização, que supera o seu carácter meramente operacional, para ser destacada enquanto entidade social. E, neste sentido, todo o ambiente externo e interno desafiará a sua estrutura, a sua cultura, o seu posicionamento e eventualmente o seu próprio modelo de negócio.
Exige-se, por isso, a compreensão do enquadramento de aplicação da tecnologia. Não basta introduzi-la per si. Importa compreender as suas aplicações e funcionalidades. Uma utilização esclarecida da tecnologia e das aplicações destinadas à comunicação e à informação podem suportar a eficiência operacional, a coerência comunicacional e a boa gestão da identidade e imagem institucionais, convertendo-se num forte contributo para os objectivos de eficiência de custos, aumento de rentabilidade e da competitividade das nossas organizações e dos indivíduos.


Créditos

AUTOR
© DAVID MONTEIRO e Conjuntura Actual Editora - Outubro, 2014

Prefácio
© Francisco Pinto Balsemão

Metade métricas, metade feeling – o suficiente para duplicar as vendas
© FILIPE ALMEIDA

Branding Digital
© JOÃO CAMPOS

DESIGN DA CAPA
© ESTÚDIO JOÃO CAMPOS

ebook livro físico